Allure Consultoria: Paixão que virou carreira que virou empresa

Juliana Ribeiro - Allure Consultoria

Trabalhe com o que gosta… Quem nunca ouviu esse conselho? A nossa convidada pro Papo de hoje encontrou uma forma de aplicar esse ensinamento em sua vida. Juliana Ribeiro fez sua paixão pelos livros virar trabalho.

Sua carreira começou como uma vendedora de livros que se destacava no trabalho simplesmente porque ela lia os livros que vendia. Juliana conhecia o produto e então conseguia fazer com que aquele livro, que estava na prateleira, encontrasse um novo dono, um novo lar. Destaque como vendedora, Juliana logo chamou atenção das editoras e esse foi o pontapé inicial para o nascimento da Allure Consultoria, uma empresa que nasceu em São Paulo para aproximar os livros dos vendedores e que prepara os vendedores para receberem os livros.

Eu que também sou louca pelos livros, fiquei encantada com o trabalho da Juliana e da sua Allure, vem conhecer essa história pra você ficar também.

Juliana Ribeiro - Allure Consultoria

Juliana Ribeiro – Allure Consultoria

Papo: Conta pra gente como começou sua paixão pelos livros.
Juliana: Embora eu sempre tivesse contato com livros em casa, lembro de um fato marcante, quando eu li o livro da Fanny Abramovich, aos 12 anos, “Quem Manda em Mim Sou Eu”, após me aventurar na biblioteca da escola, algo diferente aconteceu. Me senti próxima de verdade daquele objeto, que falava na linguagem que eu entendia. Foi o primeiro livro que escolhi sozinha. Era uma trama adolescente encantadora que se encaixou perfeitamente nas minhas curiosidades, sonhos pré-juvenis e projeções do que era ser um adulto. Esse “clic” é fundamental para ligar o leitor ao livro.

Papo: E a carreira, como começou?
Juliana: Eu trabalhava no setor infantil da Livraria Cultura, e para trabalhar com este público você precisa não só conhecer a história do livro, como também separá-la por faixa etária e ter sensibilidade para aplicar seu conteúdo em diversos contextos, reforçando um ponto forte para cada situação, nível de desenvolvimento e gosto da criança. O mesmo livro será lido de forma diferente por cada pessoa e ao desenvolver este leque de habilidades junto a este público, apliquei as mesmas técnicas aos livros adultos quando passei a vendê-los. Se não encantar o seu leitor, ele pode não se atentar para alguns pontos importantes contidos no texto, como a relevância, profundidade e reflexões maravilhosas escondidas em algumas situações da história. Na hora de escolher um objeto de desejo, todos somos criança novamente e precisamos de curadoria, muitas vezes.

AllurePapo: E então você criou a Allure Consultoria. Como é o trabalho da Allure?
Juliana: Eu visito as livrarias com uma seleção de livros diferenciados e únicos, feitos com a curadoria de grandes editores e também a minha, por escolher representá-los. Só me associo a editoras que tenham algo a mais a dizer, tenham uma missão e produto que eu acredite e consumiria, primeiramente. Era o que eu sentia falta na minha época de vendedora, um suporte para saber separar o joio do trigo dentre tantos lançamentos diários de livros, para poder realizar um bom atendimento ao cliente final. Como eu estive em seu lugar, sei como o vendedor precisa otimizar e aproveitar o seu tempo para fazer a venda certa.

Papo: Quais são as especialidades da Allure?
Juliana: Realizo a representação comercial de livros e produtos culturais em grandes clientes e transmito seus conteúdos de forma objetiva, clara e segura nas livrarias, mostrando seu valor, aplicações e motes de vendas para atender aos clientes específicos daquele ponto de venda. É uma imersão na obra em poucos minutos, onde o vendedor pode certamente apresentar seu conteúdo ao cliente final com a segurança como se tivesse lido o livro, é esta a intenção, até ele lê-lo de fato. Faço um clipping e levo também informações de destaque dos lançamento na mídia, impressa ou digital, que farão com que eles sejam procurados pelos clientes em breve; assim os livreiros tem a chance de se prepararem, antes do consumidor. Mapeio os vendedores mais dedicados e com capital intelectual voltado para cada obra, para que estes possam aproveitar mais plenamente e repassar a essência do livro ao cliente, deixando-o mais satisfeito possível. Crio e acompanho ações de marketing, fotografo e informo através de relatórios às editoras, além de atuar nas redes sociais também. A Allure é o canal humano dentro de tantas informações, aproximando as duas pontas: editoras e livreiros. Com este caminho pensado “de dentro para fora”, acredito que minimiza os efeitos adversos da política de venda de espaços nas livrarias, como num supermercado, por exemplo. Isso força o trabalho do livreiro a seguir uma direção, de acordo com o valor que as editoras podem ou não pagar para expor sua obra, e não necessariamente por sua qualidade, o que realmente importa para o cliente final.

Allure ConsultoriaPapo: Quais resultados as editoras têm ao contratar a sua empresa?
Juliana: Primeiramente, a certeza de ter seu produto apresentado de forma plena e direcionado às mãos certas, aos melhores livreiros de cada rede de livrarias. Isso é aplicar de forma eficiente seus recursos financeiros e intelectuais, vital para o sucesso do livro. Em decorrência disso, todas as ações de marketing terão os melhores resultados possíveis e o boca à boca gerado por estes livreiros especiais será qualificado, o que se alia à força das redes socais, podendo formar uma onda, como a que precede e acompanha os best sellers. O pós venda é tão importante quanto a apresentação dos lançamentos, assim, acompanho o histórico dos principais produtos que passaram pela Allure, uma vez que os vendedores que se identificaram com determinada obra, tendem a ser fiéis à elas também. Assim somos uma equipe. A Allure se especializou no melhor tratamento a este produto, feito por quem sabe e para quem sabe.

História envolvendo livros não tem como não ser boa, né?! Para conhecer mais sobre o trabalho da Allure e da Juliana é só entrar no site, ah, é acompanhar as novidades pelo Facebook, claro.

 

Você pode gostar...