Camalote Filmes e a identidade da qualidade

Papo com a Equipe Camalote Filmes
Papo com a Equipe Camalote Filmes

Eu estou muito feliz com esse Papo, pois fui recebida por um dos profissionais mais respeitados em Mato Grosso do Sul, quando o assunto é direção de cena. Luís Andrade deixa a sua marca por onde passa, não é difícil ouvir elogios a ele, vindos de pessoas com as quais já trabalhou, e os elogios não ficam apenas no quesito competência, Luís é conhecido por sua gentileza e serenidade.
A postura profissional lhe rendeu inúmeros prêmios, numa carreira de quase 30 anos, e trouxe também a Camalote Filmes, Produtora que em três anos de atuação já construiu uma marca forte, referência em filmes institucionais.
Vem conhecer a Camalote, nesse Papo com Luís Andrade.

Luis Andrade - Camalote Filmes - Produtoras

Luis Andrade – Camalote Filmes

Papo: Luís, conta pra gente a história da sua carreira. Ela começou em Campo Grande?
Luís: Eu sempre trabalhei na área publicitária. Vim parar em Mato Grosso do Sul por causa de um relacionamento, eu conheci minha esposa, que é de Jardim, lá em São Paulo, e aí vim conhecer o Estado e acabei ficando, encontrando meu espaço.
Eu comecei a trabalhar em São Paulo, como estagiário, 29 anos atrás. Depois vim pra cá, comecei a conhecer o mercado, trabalhei em várias empresas. Quando tive a oportunidade, eu juntei uma equipe e montamos a Camalote.

Papo: A Camalote é uma produtora nova, em relação às produtoras que temos aqui, e já tem uma marca forte. A que se deve esse sucesso?
Luís: O grande trunfo da Camalote é a equipe, disso eu me orgulho, eu não gosto de falar de equipamento, câmeras ou drone, eu gosto de falar da minha equipe, ela me dá muito orgulho, trabalha muito bem. Eu confio neles e eles são o meu grande trunfo.
A Camalote já começou mesmo a ter sua marca. Antes as pessoas mandavam o trabalho pro Luis Andrade, agora a marca da Camalote já começou a aparecer. Hoje tem trabalhos que eu nem participo.

Camalote Filmes

Alguns do Prêmios conquistados pela Camalote e pelo Luis Andrade

Papo: Qual é o perfil da Camalote?
Luis: A gente se dedicou a traçar um perfil mais institucional. Pra cada tipo de trabalho, existe uma produtora diferente e a Camalote se dedica ao institucional. Se tivéssemos que atender clientes de varejo, teríamos que nos reestruturar completamente.
Nos preocupamos muito com a qualidade, preferimos não fazer o trabalho, a fazer mal feito. Quando a agência traz o trabalho pra gente, já está vendido pro cliente e aí chega na produtora e a gente começa a mostrar que não tem como fazer com aquela verba ou prazo. Porque depois que passa o processo, o trabalho não sai com a qualidade que o cliente esperava e aí não adianta dizer “eu avisei”, então nós preferimos não fazer. Não que a gente não precise de dinheiro, a gente vive disso, mas a gente precisa manter a qualidade do nosso nome.

Papo: O mercado de comunicação está passando por muitas mudanças. Você já consegue perceber isso no trabalho de produção de filmes publicitários?
Luis: As gerações mais novas, cada dia menos assistem TV aberta, vejo que a TV vai ter que se adaptar e a gente, consequentemente, terá que se adaptar também. Eu já tenho clientes que não fazem VT pra TV, só pra redes sociais. E o resultado é um número de acessos e compartilhamentos muito grande.
E aí a gente precisa se adaptar pra esse formato de vídeo também, com uma linguagem mais alternativa, sem aquela perfeição que a gente faz pra TV, neste formato as imagens precisam parecer mais caseiras.
Eu aprendo muito com a minha filha, ela é o meu termômetro desse mercado mais jovem. Estamos sempre buscando alternativas, se adaptando. A gente tem tentado acompanhar e tudo muda muito rápido.

Camalote

Luís Andrade é um dos mais tradicionais nomes da produção de filmes publicitários no MS. É muito bom ver que, mesmo com toda essa tradição, ele e a Camalote estão sempre se reinventando, acompanhando as tendências e se preparando pro presente e pro futuro. Que esse Papo seja uma inspiração para muitos outros profissionais. Vida longa à Camalote!

 

 

E você fica agora com um pouquinho do trabalho deles…

Você pode gostar...