E quando o anunciante não paga?

Anunciante não pagou

Quem nunca foi vítima de calote de algum cliente que atire o primeiro job.
Sim, anunciantes, pelos mais variados motivos, podem um dia dar um calote na agência, e no nosso mercado, quando isso acontece, eles se beneficiam ainda mais de um fator que sempre pontuamos aqui: o mercado não se conversa.

Não que seja preciso criar um SPP – Serviço de Proteção à Propaganda, afinal não parecem ser tantos casos assim. Mas o maior problema é que a cada calote nosso mercado se enfraquece, pois não é apenas a agência, como pessoa jurídica, que sofre. Todo o mercado é atingido: funcionários e suas famílias, fornecedores e veículos.

E o pior ainda é pensar que justamente a Propaganda é utilizada para ajudar essas empresas, que crescem, têm resultados, apoio, consultoria, suporte de equipes dedicadas, que simplesmente são esquecidas na hora do respeito financeiro ao trabalho executado.
E o anunciante que faz isso, geralmente sai à busca de outra empresa, depois disso, “que atenda melhor que a agência anterior e tenha um custo melhor”. E a próxima agência, acreditando ter feito uma grande conquista, entra no ciclo, sem pesquisar, e será também a próxima vítima.

Vitima de caloteTenho ouvido inúmeros relatos, incríveis e até inacreditáveis, de agências com valores a receber de anunciantes supreendentes, que continuam a impor uma imagem ilibada.
Já passou da hora de falarmos sobre isso.
De compartilharmos essas informações, em defesa da classe e de um futuro para todos esses profissionais.

Quem disse que “agências trabalham só por amor” e que por isso podem ser as últimas a receber?
O trabalho de uma agência não é caridade. É negócio!
É preciso conquistarmos o respeito do mercado. Nosso negócio gera inúmeros empregos, gera renda, desenvolvimento. Não é uma brincadeira.
Não é justo empresas e empresários ostentando uma vida pessoal e profissional muito além da realidade das relações que estabelecem com seus parceiros comerciais.

O Papo de Job quer contar as histórias dessas agências e seus anunciantes.
Compartilhe conosco essas histórias.
Não é preciso identificar nem a agência, nem o anunciante.
Cada caso servirá de alerta e experiência.
E nem existe o objetivo da polêmica, mas sim publicar aqui o que se fala no mercado, sempre em pequenos grupos.

Além de colaborar para “melhorar nosso mercado” é também uma forma de fazer justiça à grande maioria das empresas que respeitam suas agências e o mercado publicitário. E que sabem que para crescer, o caminho é ser correto.
Quem compete no mercado prejudicando seus parceiros nunca tem vida longa.

Vida longa ao mercado publicitário e os bons anunciantes.


Conte pra genteMande sua história de relação entre agência e o cliente que não pagou para contato@papodejob.com.br.
A gente vai contar de forma especial cada uma delas.


Quer saber mais? Acompanhe o Papo no Facebook, Instagram, Linkedin e o canal do Youtube.


 

Você pode gostar...