EmpreendAZ, com empreendedorismo corporativo

EmpreendAZ

A necessidade gera boas ideias, né?! Um grupo aqui de Campo Grande desenvolveu um projeto ousado na empresa em que tralhava e o resultado revelou a criatividade da equipe e gerou muita interação.

O departamento de RH da AZ Tecnologia e Gestão identificou uma necessidade que acabou dando origem ao EmpreendAZ, um projeto que estimulou a equipe a desenvolver ideias de startups dentro da própria empresa onde trabalhava. Para saber mais, bati um papo com um dos idealizadores e realizadores, Adaylon Borges.

Vem ver o que é o EmpreendAZ, mas antes lembra de curtir o nosso Facebook, Instagram e fazer sua inscrição no Canal do Papo no Youtube pra ver tudo que rola no Papo de Job na TV, tah!??


Papo: Adaylon, como surgiu o EmpreendAZ?
Adaylon: Surgiu de uma demanda do RH da AZ. A Carla, responsável por este setor na empresa, tinha um formulário para os funcionários depositarem suas ideias, suas startups. Porém o formulário era complexo e as pessoas acabavam não respondendo. Em dois anos, nenhum formulário respondido.

Então pensamos em uma forma de promover a participação da equipe, e chegamos à criação do EmpreendAZ.

EmpreendAZ

EmpreendAZ

Papo: O que é o EmpreendAZ?
Adaylon: O que a gente sugeriu foi estimular o desenvolvimento das ideias dentro da empresa, através de um programa com aulas e dinâmicas.

O formato foi com palestras no final do expediente, de meia hora, uma vez por semana. Em cada encontro apresentamos um tema. Na primeira semana, apresentamos o conceito de MVP, “Minimum Viable Product” (ou “Produto Minimamente Viável”) que pretende desenvolver uma ideia inicialmente de forma mínima, que atenda às necessidades do cliente, e depois ir aprimorando a.

EmpreendAZNa outra semana falamos do Canvas, que é um plano de negócios enxuto.

Na próxima, foram técnicas de validação, que é o empreendedorismo, entender o mercado.Tivemos a participação de duas pessoas de fora da empresa, para impactar e trocar experiências com a equipe, e fizemos uma confraternização antes do evento final.

Neste evento, montamos um bar, no qual as pessoas sentavam em lugares determinados pelas suas credenciais. Uma pessoa apresentava sua ideia para as outras da mesa, em um tempo cronometrado, depois os ouvintes mudavam de lugar e ouviam a ideia de outro colega, até que todos já conheciam todas as ideias. Isso gerou um feedback de várias pessoas diferentes sobre cada ideia.

Na próxima semana eu falei sobre pitch e os participantes foram lá na frente contar a sua ideia. Foi o momento de dividir os times, tínhamos a participação de 40 pessoas, que votaram nas melhores ideias.

EmpreendAZPapo: E como acabou?
Adaylon: Fizemos uma mentoria para prepara-los para o evento, que aconteceu no sábado. Foi um dia cheio! Eles fizeram tudo que a gente ensinou nas semanas passadas, construíram o produto, fizeram o Canvas, a validação.

Depois fizeram a apresentação de cinco minutos para vender a ideia e os jurados escolheram a equipe vencedora.

Papo: E os resultados pra empresa?
Adaylon: No pós-evento, observamos que as pessoas ficaram mais preparadas para fazer reuniões. Passaram a ser mais objetivas. Eles começaram a usar as técnicas que aprenderam, no trabalho do dia a dia. A gente percebeu depois de um tempo que a empresa ficou mais integrada, diminuiu a setorização. Pessoas de departamentos diferentes passaram a se relacionar mais.

Papo: E o resultado pra vocês organizadores?
Adaylon: A gente acredita que isso pode virar um produto pra chegar a outras empresas. A gente vê que as grandes empresas pelo mundo, já estão criando esses movimentos pro funcionário ter a liberdade de trabalhar na construção de um novo negócio. Estamos estudando o formato ainda, mas em breve vem novidade por aí.

 

Eu achei a ideia muito interessante. E você? Confira algumas fotos e o vídeodo evento.

 

Você pode gostar...