Marketing Digital: mitos e verdades na voz de quem entende

A importância da presença digital é não é novidade para nenhum de nós, não é mesmo?! O investimento em mídia online já é uma realidade para a grande maioria das empresas e, as que ainda não começaram a pensar nisso, perdem espaço no mercado e na mente do consumidor.
Para falar sobre este tema, ninguém melhor que um especialista no assunto: Estevão Rizzo, Diretor de Marketing e Novos Negócios no Grupo WTW em São Paulo. Ele nos dá dicas sobre como uma empresa deve atuar nesse meio, fala sobre os diferentes perfis de empresa, de estratégias e ainda sobre o nosso queridinho Facebook. Olha que Papo bom:

Papo: O marketing digital significa o fim das mídias offline?
Estevão: Nem de longe, pelo menos no curto e médio prazo! Assim como o surgimento da TV não matou a revista e o jornal, a internet não vai ser a responsável pelo fim da mídia tradicional. Mas com certeza ela tem mudado e vai mudar ainda mais a forma como essas mídias operam.
Nos últimos anos, nós já temos presenciado essas mudanças. Alguns jornais encerraram suas atividades, enquanto outros se reinventaram, as revistas também têm se reinventado. Mas, além de todas as outras, nós vemos a TV e a indústria da música se reinventando profundamente. Todas se adequando às novas tecnologias e às demandas de uma nova geração de consumidores de conteúdo.
Mas por que a mídia tradicional não vai sumir então? Eu acredito que sejam dois motivos, e ambos tem a ver com “massa”. A internet não consegue substituir o poder de massa da mídia tradicional, visto que o forte dela é alcançar os nichos, por isso os anunciantes vão continuar investindo nessas mídias e viabilizando suas operações. Além disso, as pessoas ainda precisam de um tipo de “cola social”, de algo que eles possam consumir em comum e depois ter o que conversar. Afinal, na internet cada um consome o que quer, o que dificulta essa experiência coletiva.

Papo: Em termos de mídia social, o Facebook é o melhor caminho, ou está em queda?
Estevão: Fala-se muito sobre a “queda do Facebook”, mas eu não acredito que isso vai acontecer no curto e médio prazo. O Facebook já se tornou a “mídia tradicional” da internet, mas assim como as mídias tradicionais offline, ele tem se reinventado constantemente e tem ainda muito dinheiro e mentes competentes pra fazer isso por muito tempo.
Quando se fala em consumo de redes sociais via Desktop e Laptop, o Facebook ainda é responsável por 98% de todo o tempo consumido. Ele só perde espaço no Mobile, mas pra compensar isso, ele já comprou o Instagram e o Whatsapp, que são os donos do pedaço por lá, acompanhados do Snapchat, que ainda não saiu da mira deles pra uma provável compra!
A minha aposta é que o Facebook ainda seja o rei das redes sociais por muito tempo, ainda mais depois da compra da Oculus Rift. Vai saber o que eles vão ser capazes de fazer com realidade aumentada.

Papo: Sobre o mito de que investir em mídias sociais é barato e qualquer um pode administrar, o que você diz?
Estevão: Isso já foi verdade um dia. No começo do marketing digital era relativamente fácil criar e gerir perfis de redes sociais de empresas e impactar pessoas, essa foi o que nós chamamos de “era da internet de graça”. Naquela época quase não tinham empresas e profissionais no mercado e tudo que se fazia com um mínimo de qualidade e bom gosto dava certo.
Hoje a “era de internet de graça” é uma realidade distante, existem tantas empresas e profissionais competentes brigando pelo mesmo espaço, que quem não tem um bom time dedicado (seja interno ou agência) não vai conseguir muito resultado e tem ainda uma grande chance de gerar crises bastante relevantes pra própria empresa.
Vamos falar de forma prática! Atualmente a disputa por espaços no Google e no Facebook é tão grande, que sem investimento de mídia em SEO é bem provável que sua empresa não consiga nem aparecer, sem contar que surgem tantas redes sociais novas e tendências de mercado na internet, que só quem acompanha e estuda esse mercado consegue seguir e posicionar bem empresas e marcas. Além disso, vivemos a “era do politicamente correto” e o que mais se vê são empresas que ao invés de conseguirem se promover estão tendo que lidar com crises geradas por elas mesmas.

Estevão Rizzo - Grupo WTW

Estevão Rizzo – Grupo WTW

Papo: Investir em marketing digital é para qualquer porte ou segmento de empresas ou é recomendável apenas para grandes empresas e verbas?
Estevão: Eu acredito que todas as empresas devem investir uma parte considerável da receita em comunicação e marketing, seja qual for a forma escolhida, afinal mesmo o melhor dos produtos não se vende sozinho. E a internet ainda é uma das formas mais baratas e fáceis de chegar a clientes de nicho, então acredito sim que empresas de qualquer porte e verba podem se beneficiar de investimentos em internet. O maior ponto é se a empresa em questão tem mais perfil de varejo ou de nicho, se for nicho, sugiro fortemente começar pela internet, e se for varejo, devem considerar primeiro as mídias tradicionais.

Papo: Qual o maior erro que uma empresa pode cometer usando marketing digital?
Estevão: Além do fato de não estarem presentes? Eu diria que é não dar voz aos clientes dela, isso é, não ouvir o que eles têm a dizer (e tomar atitudes) e não responder às interações feitas por eles.
Além disso, eu sempre falo nas minhas aulas que vejo que a maioria das empresas não tem um CRM (sistema de gestão de clientes) e deixa de anotar dados como e-mail e telefone dos clientes, e esse é outro erro grosseiro, porque uma das formas de menor custo e maior retorno em relação a marketing e comunicação que temos é manter contato com clientes via e-mail.

Papo: Qual seria uma receita básica para uma empresa iniciar a exposição de sua marca ou serviços no ambiente digital?
Estevão: Depende muito do serviço que essa empresa pretende realizar. Como exemplo eu citaria um cliente que só queira fazer uma campanha de e-mail marketing (que já é um bom ponto de partida). Esse cliente não deve gastar mais do que R$ 500 por mês se a lista dele tiver menos de 2.000 contatos e eu tenho certeza que ele vai se surpreender com os resultados que essa verba é capaz de trazer.

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. 28 de Abril de 2015

    […] se mostrando há algum tempo como uma grande estratégia de comunicação, já falamos sobre isso aqui no blog e o assunto sempre rende muito papo. Através do marketing digital é possível trabalhar […]