O dia em que perdi um quase-cliente. Graças a Deus.

E quando o anunciante não paga? Eu tenho recebido muitas histórias para a série Propaganda é Negócio. É triste ver o quanto o mercado ainda precisa amadurecer na valorização da nossa profissão.

Se você tem uma dessas histórias pra contar, compartilha com a gente, não precisa identificar nem a agência, nem o anunciante, queremos apenas alertar os profissionais e colaborar com um mercado mais equilibrado.


Mas antes…. curte lá, a gente espera: FacebookInstagram, Linkedin e se inscreve no canal do Youtube.


“O dia em que perdi um quase-cliente. Graças a Deus.

Sou atendimento e quero compartilhar um caso ocorrido em uma das minhas prospecções, que poderia ter tomado outro rumo, mas acabou muito bem.
Iniciei uma prospecção mantendo contato como gestor de uma série de lojas.
Propaganda é Negócio! Calote - Publicidade MSSempre receptivo e simpático, sempre contava histórias maravilhosas de sucesso de suas poucas estratégias.
Mesmo em um modesto e quase deserto escritório, sempre pregava o sucesso e a possibilidade de grandes ações, tendo o parceiro certo.
Pronto. Estava aí um grande cliente para construir uma história e resultados.
Ele falava de tanta coisa a ser feita, que ele não conseguia ainda realizar, mas que acreditava estar diante do parceiro ideal.
Cenário ideal, era hora de apresentar a proposta formal e iniciar a tal parceria.
Reunião na agência, a proposta foi apresentada com uma prévia das 11 frentes de ações a serem adotadas.
Tudo aquilo que colocaria o negócio rumo ao sucesso, e principalmente tornar o negócio conhecido.
Terminada a apresentação o quase-cliente tinha brilho nos olhos.
Era hora então da proposta comercial.
A reação demonstrada foi neutra, mas a surpresa vinha na resposta.
“De tudo isso que você apresentou, só tem uma coisa que eu ainda não faço”.
Caramba, isso era diferente de tudo que vimos na realidade de empresa, será que não haveria uma desculpa melhor?
Sim, havia: “E eu não vejo necessidade de eu pagar esses spot’s, mídias sociais e mesmo vt. Na minha igreja tem umas pessoas que ‘mexem’ com isso e me ajudam, sem cobrar nada”
É, a competição tinha mudado de nível.
Deus parecia estar ajudando ele.
E naquele momento Ele me ajudou também.
Fiquei sem o prospect cliente e ganhei um aprendizado sem preço”.
Vida longa os anunciantes que sabem o valor da comunicação e fazem isso profissionalmente.

Você pode gostar...