O Papo quer saber: Por que você não foi?

Publicidade MS - Papo de Job

O mês de novembro foi marcado por muitos eventos na área de comunicação. Foram palestras, oficinas, cursos. A maioria realizada pelos cursos de comunicação nas faculdades. Eu participei de quase todos, aqui e em Dourados. Foi um mês bem produtivo.

Eventos

Unigran pronta para mais um evento

Seria então um novembro a ser comemorado, né?! Mais ou menos. Esse não foi tão doce. Eu posso contar nos dedos o número de profissionais nestes eventos. De verdade, sei o nome e a empresa onde trabalha cada um dos profissionais que estava em mais de um evento em novembro.

Fico então me perguntando o motivo dessa falta de participação.
Que tal esses?

Falta de tempo – bom, mas todos os eventos aconteceram à noite ou no fim de semana. Esta desculpa não vai colar.

Não ficou sabendo – se você não ficou sabendo, já um problema grave, você está afastado do mercado, as pessoas não lembram do seu nome na hora de convidar. Mas de qualquer forma, todos os eventos são divulgados aqui no Papo.

Falta de dinheiro – os eventos foram de graça ou tiveram um custo entre 20 e 40 reais. Valores que cabem no bolso de qualquer publicitário.

Assunto não relevante – as palestras às quais assisti foram sobre marketing digital, criação de conteúdo, criação para rádio, marketing político, carreiras inspiradoras, publicidade em tempos de crise… nenhum desses te interessa? Começo a ficar com medo!

O que os nossos profissionais de publicidade, marketing, design, marketing digital ou live, esperam do futuro? Ninguém vai se qualificar, atualizar, melhorar? Ninguém vai investir em si mesmo? Acham que só o que aprenderam nos quatro anos de faculdade serão suficientes para sustentar uma carreira de 20 anos?

Márcio Gonçalves - Papo de Job

Márcio Gonçalves deu um show sobre Comunicação Digital e Inovação

Tantas dúvidas, né? Eu queria entender também o motivo de o aluno da faculdade A, não ir a eventos realizados pela faculdade B. Não pode entrar? Quando estava na graduação, eu ia a todos os eventos das outras faculdades, olhava e ouvia tudo com muita atenção. Observava o que achava interessante e pensava numa forma de melhorar (sim, eu sempre achei que se for pra copiar alguma coisa, que seja de uma forma melhorada). Hoje existe uma distância, existem grupos. Por quê? Seu futuro colega de trabalho ou chefe, estuda atrás daquele muro, pelo qual você passa virando o rosto. Não seria mais inteligente ficar amigo dele desde já?

O mesmo pergunto aos professores: por que vocês não frequentam esses eventos? Entendo que são muitas obrigações, muitos afazeres a conciliar, mas gente, todo mundo tem muitos compromissos! Vocês são espelho, referência, exemplo. Neste momento tem 30, 60 ou 100 futuros profissionais observando sua postura, sua conduta, te copiando, seguindo seus passos. Que sejam passos que mereçam ser seguidos, por favor!

E as empresas que não investem na qualificação dos seus funcionários? Qual o motivo? O que elas querem? Ficar com funcionários medianos, enquanto os concorrentes preparam os melhores? Não dá pra entender.

Mega

Outro evento que aconteceu em novembro: Criação para Rádio

Sobre os eventos desse mês… uau! Você perdeu ótimas oportunidades. Vou te contar um pouquinho… eu duvido que alguém tenha saído do evento sobre criação para rádio, sem ver esse veiculo com outros olhos, ou ouvidos.

Sobre marketing digital, então, nós aprendemos sobre conteúdo, inovação, tendências… e você? Ah, ficou em casa achando que os 3 posts por semana com uma direção de arte bonitinha, impulsionados no Facebook, vão segurar o seu cliente por muito tempo, né? Pois é. Só que não!

Sabe o que é pior? Daqui a pouco, aqueles alunos vão sair da faculdade e vão ganhar mais que você, que é publicitário há 10, 15 anos. E por quê? Porque ele está recebendo informação atualizada. O mercado está mudando, a mudança é rápida! O que você aprendeu há quinze anos está muito ultrapassado.

E você vai ficar aí parado reclamando?

Você deveria participar, mesmo que ache que não precisa, esses eventos são uma oportunidade de se relacionar com pessoas, profissionais e futuros profissionais, ser visto, atualizar seus contatos. Pois é, volto a dizer que o mercado está mudando e os empregos estão instáveis. Quanto mais relacionamento você tiver, mais chances de sobreviver a essas mudanças.

Além disso, o público do seu cliente pode ser esse jovem que está na faculdade, que inventa um meme e segue novas personalidades nas redes sociais a cada dia. Gente sobre a qual você provavelmente nunca ouviu falar, que está ditando tendências e influenciando as novas gerações… e você continua aí, apostando nos 3 posts frios?!

Se eu fosse você abria a janela para observar o mundo lá fora, se relacionar, estudar. Se o mundo está mudando, você precisa entrar no jogo. Ele não vai parar para te esperar, você vai ficar de fora. É isso mesmo que você quer?

Bom, eu já escolhi que caminho seguir e você?        …     ah, ainda está aí… sentado… reclamando…

 

Você pode gostar...