Papo sobre carreira com Tunico – Gestor de Marketing da RMT

Antonio Alves - RMT

Uns chamam de Tunico, outros pelo nome, Antonio Alves. E como ele disse que o Papo podia escolher como chamá-lo, escolhi Tunico, seguindo a onda editorial mais “pessoal” adotada pelo jornalismo da Globo. E, falando em Globo, nosso convidado pro Papo de hoje é Gestor de Marketing da RMT – Rede Matogrossense de Televisão, afiliada à Rede Globo no Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Simpático, Tunico me recebeu depois do expediente para um papo sobre sua carreira, sobre os desafios de desenvolver estratégias de marketing para dois mercados distintos e, principalmente, os novos projetos da RMT.
Conheça toda a experiência do Tunico no nosso Papo.

Tunico - RMT

Papo com Tunico

Papo: Como sua história encontrou a comunicação e marketing?
Tunico: Eu comecei a minha carreira na contabilidade, trabalhava num escritório. Eu estudava Administração e então pedi demissão do escritório para trabalhar na Empresa Júnior da UCDB. Foi um grande desafio, claro. Quando me formei, fui contratado para estruturar a área de marketing na UCDB. Aí começou o meu primeiro impasse: O que é marketing? O que é comunicação? Lembro que na minha primeira reunião, um dos estagiários pegou um livro do Kotler e perguntou: Por que um administrador no marketing?
Foi um grande desafio, trabalhar junto com professores que me deram aula, agora em posição de liderados. Passei pela Coordenação de Marketing, Gerência e depois, nos últimos dois anos, assumi a Diretoria Administrativa da Universidade. Foram nove anos.
Depois disso, assumi um desafio em Cuiabá numa empresa do ramo do agronegócio e depois fui pra uma empresa de máquinas pesadas, na área administrativa e financeira.

Papo: Como foi a vinda para a RMT?
Tunico: Quando eu estava em Cuiabá minha filha nasceu, minha esposa queria muito voltar para Campo Grande e então surgiu essa oportunidade de trabalho, eles queriam um marketing que entendesse de negócios também, e aqui estou eu.
Eu sempre digo que o marketing precisa ser ICM – Identificar oportunidades, Conquistar e Manter. Manter o cliente dentro de casa.

Papo: Quais os maiores desafios de estar à frente do Marketing da RMT?
Tunico: Aqui temos inúmeras regras, temos que entregar qualidade Globo e essa qualidade é fiscalizada. Temos uma grande equipe, são 27 pessoas trabalhando no marketing.

Papo: Quais as diferenças mais sensíveis entre os mercados de MT e MS? É verdade que as melhores verbas e clientes com investimentos mais arrojados estão no MT?
Tunico: O mercado em Cuiabá é mais aquecido que o daqui. As verbas publicitárias lá são maiores, há uma exigência maior do mercado, o marketing precisa estar bem atuante.

Orlando Loureiro

Orlando Loureiro – Dir. Jornalismo RMT

Papo: A TV Morena lançou recentemente uma campanha valorizando sua audiência na programação local. Esses números já se devem às mudanças implementadas com o retorno de Orlando Loureiro à direção de jornalismo?
Tunico: O Orlando é o meu mentor aqui, a gente tem uma cumplicidade e eu respeito muito o jornalismo. Ele é um profissional exemplar, deu essa nova cara pro jornalismo. E o resultado está vindo do trabalho desenvolvido por ele.

Papo: Qual foi a agência que desenvolveu a campanha?
Tunico: Nós não temos campanhas publicitárias regularmente, isso é norma da Globo, por isso não temos vínculo com nenhuma agência. As campanhas pontuais, como essa que está o ar, são criadas pela equipe do marketing.

Papo: Um grande evento da RMT é o Show de Verão. Qual é a surpresa para este ano?
Tunico: Este ano é em dose dupla, Munhoz e Mariano e Jota Quest. São 50 anos da TV e a gente vai entregar para o público um show inesquecível.

Papo: O Prêmio Morena consolidou-se como referência na valorização criativa, mas nos últimos anos é crescente o número de questionamentos. Existe projeto de mudança no formato de julgamento, avaliação ou alguma inovação?

Tunico - RMT

Tunico em selfie pré-evento

Tunico: O Prêmio Morena tem 19 anos, é um prêmio consolidado e respeitado. Esses questionamentos não chegam até nós. Como eu cheguei agora, posso falar do prêmio desse ano, eu participe do júri, acompanhei a votação, posso assegurar a seriedade no curso. Os jurados são muito rígidos.
Este ano nós fizemos um acompanhamento das inscrições, criamos uma contagem regressiva do tempo para as agências, mas o material sempre chega na última hora, algus não chegam a tempo. Em compensação, o prêmio é uma vitrine do mercado, uma concorrência para estimular o trabalho feito aqui.
Já o material acadêmico está cada ano melhor e a participação é grande.

Papo: Quais os projetos em pauta, do Marketing da RMT para relacionamento com o mercado publicitário e apoio ao incremento de negócios?
Tunico: A campanha continua, com foco no relacionamento, estreitar os laços que a gente tem.
Para o futuro vamos investir cada vez mais em qualidade e na seriedade na linha editorial, manter esse caminho de forma menos quadrada. Nosso desafio é estar cada vez mais próximo de quem nos assiste.

O Papo sempre busca histórias de pessoas que são uma inspiração para as nossas carreiras. Com simplicidade e simpatia, Tunico trilha uma história de sucesso à frente da RMT. Tunico é um exemplo para todos os leitores do Papo!

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. 3 de novembro de 2015

    […] de perto e aproveitei para bater um papo com Tunico, Gestor de Marketing da RMT, que você já viu aqui no […]