Publicitário, está ruim? A culpa pode ser sua. Descubra.

Galo megafone

Nós já pautamos aqui no Papo a importância para todos da união da classe. E falamos sobre um grupo que iniciou a discussão para formação de um sindicato exclusivo dos publicitários.
Comprometidos em colaborar com nosso mercado, e ampliar a visão dos profissionais sobre seu papel e direitos, o Papo foi ouvir um dos mais atuantes Sindicatos da classe no Brasil. O Sindicato dos Publicitários de SP.

Benedito Antonio Marcello

Benedito Antonio Marcello – Pres. Sindicado dos Publicitários SP

O Sindicato é altamente ativo junto à classe e oferece inúmeros benefícios, como convênios de saúde, apoio jurídico e até mesmo colônia de férias na praia.
Acompanhe a entrevista e saiba mais com o presidente Benedito Antonio Marcello.

Papo: O Sindicato dos Publicitários de SP é um dos mais relevantes do país, e rumo aos seus 53 anos, ele coloca uma enormidade de benefícios e vantagens profissionais aos associados. Quais as principais?
Benedito: Nossos principais serviços são de atendimento jurídico para análises de reclamações que podem, ou não, gerar processos trabalhistas onde o associado tem toda assistência dos advogados e não paga nada pelo atendimento.
Temos a nossa Comissão de Conciliação onde são resolvidas pendências entre empregado e empresa, evitando o ingresso na Justiça do Trabalho quando houver consenso entre as partes.

Praia Barequeçaba

Praia Barequeçaba

Além disso, tem os convênios médicos e ambulatoriais, duas colônias de férias na praia de Barequeçaba, em São Sebastião, litoral Norte de São Paulo, uma das mais enseadas do Estado.

Papo: Dentro da publicidade, quais categorias o Sindicato engloba? Quantos filiados tem hoje?
Benedito: Temos quatro categorias que representamos: empregados de agências de propaganda; das empresas editoras de guias e listas; dos representantes dos veículos de comunicação; e dos funcionários em publicidade exterior. As anuidades sindicais variam conforme o trabalhador de cada setor. Em termos de associados-contribuintes temos cerca de 3.000 associados.

Papo: A associação é facultativa? Qual o custo?
Benedito: A associação é facultativa, e em média o custo é de R$ 150,00. Nosso conceito sindical é que todos os trabalhadores filiem-se a seus sindicatos de classe, participem de assembléias, reuniões e processos eleitorais, fiscalizando e participando da vida do seu sindicato.

Papo: Em termos de base salarial, como é hoje para os publicitários em SP?
Benedito: Temos quatro categorias com pisos diferenciados (até por função). Para conhecer é só acessar nosso site (clique aqui). Para as agências, por exemplo, de SP capital a base é R$ 1.262,00 para empresas com até 30 funcionários. Acima de 30 funcionários, a base salarial é R$ 1.344,00. Nas demais cidades de SP a base salarial das agências é R$ 976,00 independente do tamanho do quadro de funcionários.

Papo: A velocidade das mudanças no mercado mundial sem dúvida geram impacto na publicidade. Quais são os maiores impactos que se pode prever que a atividade publicitária e os profissionais vão sofrer daqui pra frente?
Benedito: O setor publicitário, em nível mundial, só cresce o desafio de criar e gerar a reversão dos cenários negativos. No Brasil, a situação não é diferente. Como toda nossa economia, a propaganda sofre os reflexos e, num primeiro momento, demissões são inevitáveis. Só para ter um parâmetro em junho de 2.014 tivemos 174 homologações no Sindicato e este ano foram 219.

Papo: Há alguns anos, em MS, os publicitários passaram a ser representados pelo Sindicato dos trabalhadores em Radiodifusão e Televisão, mas existe um grupo de profissionais se mobilizando para a categoria ter no Estado um Sindicato exclusivo dos publicitários, porém a classe ainda é muito desunida. Quais as dicas e recomendações para obterem sucesso nisso? 
Benedito: A criação de sindicatos, tem legislação federal específica pelo Ministério do Trabalho. Em resumo é assim: cada Estado só tem um sindicato por categoria profissional. Em São Paulo, por exemplo, houveram tentativas de abrir sindicatos regionais de publicitários (em cidades). Mas a lei concede apenas uma carta estadual que delega direitos e deveres a um sindicato. Os interessados em formar um sindicato devem, preliminarmente, consultar o Ministério do Trabalho sobre a viabilidade jurídica, ou não, de avançar nesse processo.

Sede do Sindicato dos Publicitários de SP

Sede do Sindicato dos Publicitários de SP

Papo: É certo que o Sindicato dos Publicitários de SP passou por várias fases antes de ter a representatividade e relevância atuais, mas o que um novo Sindicato, que deseja se formar, pode aprender com essa experiência? 
Benedito: O Sindicato dos Publicitários do Estado de São Paulo sempre se pautou pelo melhor atendimento à categoria (associados ou não), com transparência em suas ações, com o respeito e a honestidade na administração do patrimônio da categoria. Nossa diretriz operacional é atender da melhor e mais rapidamente possível a qualquer demanda que somos acionados.

Papo: Qual o futuro da categoria se não se unir em torno dos interesses da classe?
Benedito: Os publicitários se enquadram naquelas categorias ditas como “especiais” – por questão de atividade intelectual, principalmente. Mas isso não significa, nem justifica a não-participação da vida sindical. Este e todo sindicato não pertence a uma diretoria. Pertence aos trabalhadores “especiais” ou não. Nosso Sindicato tem feito sucessivas campanhas para novos associados, sempre convidamos para as reuniões, assembléias ou cursos de aprimoramento.


Esperamos que você tenha gostado desse papo. Nosso objetivo é contribuir para união e evolução do mercado, e quanto mais rápido e amplo isso acontecer, melhor para todos.

Você pode gostar...